Faculdade do Cefi

notícias

“O luto é como uma cicatrização emocional de uma perda significativa”, destacou Adriana Zilberman em entrevista à Rádio Guaíba

No último domingo (28), a psicóloga, diretora do Centro de Estudos da Família e do Indivíduo (CEFI) e integrante do Núcleo CEFI-CORA por mais de 20 anos, Adriana Zilberman, concedeu entrevista ao programa Domingão Guaíba, da Rádio Guaíba, com Samantha Klein, e falou sobre o processo de luto. Em razão do número significativo de mortes pela pandemia de Covid-19, o luto está mais presente na vida das pessoas e está crescente a preocupação e o serviço de ajuda profissional a pessoas que enfrentam este processo no momento.

“O processo de luto é importante, necessário e restaurador. O luto é como uma cicatrização emocional de uma perda significativa. Cada pessoa vai viver de uma maneira diferente. No momento em que vivemos, há variáveis que podem dificultar o processo do luto, pois há uma sensação de que poderíamos ter feito algo diferente. Essa sensação de impotência, de injustiça são elementos que podem interferir no processo de luto, como não poder estar junto, não poder ter ritual digno”, destacou Adriana.

A psicóloga ainda abordou conceitos como luto complicado, citou casos de quando uma pessoa precisa de ajuda profissional, como, por exemplo, quando ela não consegue retomar suas atividades de rotina, não retomar o trabalho, e deu dicas para encontrar o equilíbrio emocional. Por fim, ainda falou sobre como ajudar pessoas que estejam enfrentando o luto.

Ouça a entrevista na íntegra clicando aqui ou veja em vídeo clicando aqui.