Núcleo de Estudos e Atendimento ao Luto

CEFI CORA

 

O CORA - NÚCLEO DE ESTUDOS E ATENDIMENTO AO LUTO é composto de uma equipe de profissionais especializados voltados ao estudo e intervenções em situações de luto e está sediado em Porto Alegre, RS. o desenvolvimento do CORA foi fruto de um longo trabalho que se iniciou em 1995, e que foi ampliando-se com o passar do tempo, agregando profissionais ligados à área, passando a se constituir formalmente por um Núcleo Especializado em 2007 com vistas a promover ações preventivas e terapêuticas de enfrentamento e superação do luto. A equipe, coordenada pela Psicóloga Adriana Zilberman, é formada por psicólogos, médicos e enfermeiros, com encontros semanais que visam o planejamento de ações, sob um prisma interdisciplinar e intersetorial.

Objetivos

•  Aprimorar estudos e capacitação da equipe 
•  Capacitar profissionais para intervenções em situações de luto em distintos contextos 
•  Supervisionar casos clínicos 
•  Desenvolver pesquisas 
•  Difundir conhecimento técnico por meio do ensino 
•  Prestar orientação à População sobre temas ligados a perdas e luto

Atividades desenvolvidas: Atualmente o núcleo conta com grupos de apoio, atendimento clínico individual, de casal e familiar, parcerias com funerárias e centros de saúde, estágio com ênfase em clínica e cursos de extensão, aperfeiçoamento e especialização em luto. 

O que é o luto?

O luto é um processo normal e esperado como resposta a uma perda dolorosa e evoca inúmeras emoções e comportamentos ao mesmo tempo.

Como ajudar alguém a enfrentar o processo de luto?

  • Não force a pessoa a falar sobre o assunto, deixe- a falar se quiser. Ofereça conforto sem necessariamente precisar falar.
  • Aceite e reconheça seus sentimentos, deixe que expresse seus sentimentos livremente.
  • Permita que o enlutado fale sobre a pessoa que morreu e como foi a morte, mesmo que repita essa história várias vezes, pois isso faz parte do processo de compreensão e aceitação da morte.
  • Ofereça apoio sem minimizar a perda. Não compare o seu processo de luto com o de outra pessoa. A dor é individual e única.

 Quais os sinais de que é necessário buscar ajuda?

  • Perda de interesse na vida e/ou desejo de ter morrido com o ente querido.
  • Culpa excessiva por não ter conseguido evitar a morte.
  • Dificuldade para confiar nas pessoas desde a ocorrência da perda
  • Dificuldade para retornar as atividades diárias.
  • Negação da morte ou pensamentos recorrentes de que a pessoa continua viva.
  • Forte evitação de coisas que possam lembrar a pessoa que morreu.
  • Raiva intensa e amargura acerca da perda.
  • Sensação de que a vida ficou vazia e totalmente sem sentido.

 

 Integrantes

Coordenadora: Ângela Pratini Seger - Psicóloga

Mariana Damin Zanatta
Psicóloga

Ana Maria Dall’Agnese
Psicóloga

Paula Neves Portugal
Psicóloga

Denise Cápua Corrêa
Psicóloga

Maria Luiza Pradella Ramos
Psicóloga

Gustavo Affonso Gomes
Psicólogo

Brunelly Ramos Ferrari
Psicóloga

Marivone Lucas
Psicóloga

Clara Pimenta
Estagiária de Psicologia

Geisson Flesch
Estagiário de Psicologia

Angelle Santos
Estagiária de Psicologia

Guilherme Moritz
Psicólogo

Gabriela Gehlen
Psicóloga

José Ignacio Cruz Gaitán
Psicólogo