Qualificando Relações

Mitos e verdades sobre a raiva

Ao longo da minha vida escutei diferentes coisas acerca da raiva, algumas delas eram contraditórias ao que eu via acontecer com quem expressava ou agia no impulso dessa emoção. A mensagem de que a raiva é um sentimento “ruim” não fazia sentido quando eu via alguém falar com firmeza e brigar pelos seus direitos, alcançar o que desejava. Mas muito vi explosões de raiva causarem grandes problemas. Ouvimos dizer com frequência que “é feio” sentir raiva, que “com raiva não se consegue nada”, que estar com raiva é sinônimo de “perder a cabeça” ou “má educação”. O contrário também existe, muitas pessoas acreditam que somente se agirem com raiva serão respeitadas.

Algumas pessoas experimentam e expressam a raiva com maior facilidade, mesmo sem a intenção de fazê-lo. Enquanto outras talvez nem saibam reconhecer em seu corpo e comportamento o que é estar com raiva. Quando sentimos raiva, é comum tensionar a musculatura, fechar os punhos e cerrar os dentes. O coração pode acelerar, o peito aquecer e a respiração se encurtar. Tudo isso acontece sem querer, são respostas naturais do corpo ligadas à essa emoção. Associado às sensações, pensamentos e impulsos invadem o momento e podem logo nos levar à ação.
Texto completo no blog - http://terapiascontextuais.com.br/mitos-sobre-a-raiva/