Qualificando Relações

Antes de iniciar uma terapia de casal, a Terapia Comportamental Integrativa de Casal (IBCT) propõe que se faça uma avaliação da relação conjugal, para que fique claro para todos, terapeuta e parceiros(as) o que não está funcionando no relacionamento. Esta avaliação é chamada de Formulação de Caso DEEP. É um acrônimo no qual esta palavra em inglês significa profundo, ou seja, uma avaliação mais profunda do que está acontecendo. Geralmente traz uma nova perspectiva para o casal e clareza sobre o que deverá ser tratado na terapia.
Esta avaliação é da relação, não de cada um individualmente. Objetiva que se observem os Antecedentes de uma interação, os Comportamentos propriamente ditos e as Consequências desta interação. É uma Análise Funcional da interação. Sendo assim, ao pensar nas relações de uma maneira geral, poderíamos fazer uma analogia desta formulação com alguns relacionamentos (amorosos, familiares, amizades ou trabalho) cujo funcionamento se tornou uma armadilha no nosso atual momento político:
O D representa as diferenças que o casal (as pessoas) tem diante de um tema. Disfunciona quando ambos ficam polarizados, na tentativa de impor sua verdade ao outro. Cada um tem mil argumentos para comprovar suas razões, mas, quanto mais tentam impor suas razões, mais se afastam um do outro…

O texto completo da psicóloga Mara Lins você encontro no blog.