Qualificando Relações

O final do ano e as comemorações das saudades!

  • Qui, 21 de Dezembro de 2017

    A transição entre o final de um ano e o início de outro costuma ser importante para muitas pessoas. Um período de finalização e recomeço, que carrega o convite para refletirmos sobre nossas escolhas de vida e sobre as relações significativas que cultivamos com familiares e amigos. É momento também de festa! De celebrações que costumam ser cheias de significado para as famílias por representarem a valorização da união familiar.
    Apesar de, geralmente, ser considerado um momento de união e alegria, esse período também pode ser mobilizador de emoções de tristeza ou pesar ao provocar lembranças de despedidas e suscitar saudades. Assim, torna-se mais fácil compreender porquê nem todas as pessoas consideram essas datas comemorativas como momentos intrinsecamente felizes. Emoções despertadas nesses períodos potencializam, e tornam as relações passadas mais intensas e presentes. A ausência de uma pessoa querida em datas comemorativas, como o Natal e o Ano Novo, pode então trazer o desafio de que essas comemorações precisem ser ressignificadas, refletindo em mudanças na forma e/ou nos sentidos atribuídos pela família à experiência de estarem reunidos. E é possível que a saudade faça parte disso, podendo-se celebrar o tempo de convivência que deixou marcas profundas de afeto.
    O CORA - Núcleo de Luto do CEFI, deseja a todos um final de ano de belas e amorosas celebrações dos laços familiares!
    Feliz Natal! Feliz Ano Novo!

     

    Autoras
    Renata Fischer da Silveira Kroeff
    Psicóloga (07/21175). Especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Federal de Psicologia. Especialista em Terapia Sistêmica com Indivíduos, Casais e Famílias pelo Centro de Estudos da Família e do Indivíduo (CEFI). Mestre em Psicologia Social e Institucional (UFRGS) e com doutorado em andamento pelo mesmo programa de pós-graduação com ênfase na formação docente para o ensino superior. Membro do Núcleo de Pesquisas em Ecologias e Políticas Cognitivas (NUCOGS/UFRGS) e do Núcleo de Estudos e Atendimento ao Luto (CORA/CEFI). Professora da Especialização em Terapia Sistêmica do CEFI e Psicóloga Clínica no atendimento a indivíduos, a famílias e a casais.
    Virgínia Buzzacaro
    Psicóloga, graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2016/02). Membro do CORA como psicóloga clínica na área do luto.